Conheça um autor: Jim Carbonera

Conheça um parceirão nosso e um autor incrível  Jim Carbonera http://www.jimcarbonera.com/
@jimcarbonera

Jim Carbonera nasceu no Brasil, em 27 de fevereiro de 1982. Natural de Porto Alegre, reside ainda hoje na cidade que serve de inspiração para suas escritas.

Iniciou escrevendo contos sobre o cotidiano, expandindo-se com o tempo para outras áreas literárias. A partir de autores como Alberto Fuguet, Charles Bukowski, Chuck Palahniuk, Ernest Hemingway, Herman Brusselmans, Pedro Juan Gutiérrez e Reinaldo Moraes, injetou alma e realismo sujo à sua narrativa.

Formou-se em turismo, exercendo a profissão por quatro anos e abandonando-a para dedicar-se integralmente à literatura. Suas obras têm como cenários ambientes ríspidos, libertinos, melancólicos e atrozes, e seus personagens possuem a subversividade como características principal. Segue o estilo literário do Realismo Urbano e Transgressivo.


Tem como projeto pessoal escrever — em forma de ficção — obras que relatem o ciclo urbano de Porto Alegre. Onde narrará as particularidades da cidade, dos seus moradores e dos visitantes que dão vida e personalidade para essa metrópole tão peculiar.

É autor dos livros Divina Sujeira (Multifoco, 2011) e Verme! (Boêmia Urbana, 2014). Obras que fazem parte do projeto acima citado.

No momento o autor trabalha em seu terceiro livro, intitulado de Royal 47.


Em uma realidade crua e sarcástica, o autor explora sem escrúpulos o interior de uma sociedade abstrata e distorcida, assim é Divina Sujeira, um relato vibrante de um mundo onde as vitórias e as derrotas caminham de mãos dadas.

O protagonista Rino Caldarola descreve acontecimentos infames, alguns de sucessos e tantos outros para deixar cair no esquecimento.

Dividido em 27 contos, a narrativa apresenta mulheres sinuosas e independentes, homens excêntricos e viris em histórias de amores simples, atitudes sórdidas e finais inusitados. Com uma escrita vigorosa e direta, o autor conduz os leitores aos mais variados sentimentos, revelando uma faceta absolutamente sincera de um mundo sujo e repleto de pecados.
(Minha próxima leitura)




Entre o fictício e o real, Rino Caldarola narra em primeira pessoa suas desventuras e desatinos em Porto Alegre, sua cidade natal. Inconformado pela escassez de inspiração e à procura de um lugar ao sol no cenário literário brasileiro, o protagonista é o reflexo das desilusões e dos anseios que atormentam uma sociedade cada vez mais conturbada e contraditória.

Com uma narrativa insolente e exasperada, Rino constrói e defende seu espaço pessoal utilizando-se de ironia, arrogância e de um erotismo cru. Busca desvencilhar-se de sua mãe coruja e do seu bairro que outrora fora de classe média, mas agora se elitiza em nome do progresso. E, principalmente, luta para desembaraçar sua paradoxal maneira de pensar e ver o mundo.
(Já li e amei, recomendo você a se despir de falsos pudores e encontrar Rino e conhecer sua vida e pontos de vista. Tem resenha aqui no blog  http://igcoisasdelivros.blogspot.com.br/2015/04/resenha-verme-16.html )

2 comentários

  1. Oi Camila, tudo bem? Eu estou doido para ler Verme por sua causa, quem sabe eu não consiga uma parceria? Ahahaha
    Esse autor parece ser incrível e eu adoro o estilo dos seus livros.

    Beijão, e até mais!


    Juliano,
    www.diariodeumledor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juu... Obrigada. Manda uma mensagem pro Jim. Quem sabe né?! e Super recomendo o Verme! hahahahaha

      Excluir

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger