Resenha: A Escolhida

Título: A Escolhida
Número de páginas: 360
Autora: Amanda Ághata Costa
Editora: Publicação Independente

Resenha:

O livro ‘‘A Escolhida’’ conta a estória de Ariali, uma jovem que foi ‘’abandonada’’ por seus pais e teve que aprender a viver nas ruas sozinha, até ser acolhida por Lina, que cuidou dela com amor e carinho até sua morte. Ela é filha de um amor proibido que causou várias consequências, ela é filha do bem e do mal, ela é filha de um anjo e de um demônio.

Ari, como ela gosta de ser chamada, tem como maior prazer matar, e é isso que ela faz todos os dias. O bem quase já quase não existe mais dentro dela, suas asas são quase inexistentes, o que se sobressai dentro dela é o mal.

‘‘Não tenho uma família, nem imagino de onde venho. Matar é o meu maior desejo e o único que não deixo de colocar em prática. O odor da vida esvaindo através de meus dedos é a sensação mais intensa que vivencio. Sou o nada e o tudo, um meio termo. O amor não me petrifica, o perdão não é acumulado em minha carne e as emoções não invadem o meu coração. Sou a própria rocha’’
Certo dia, ela estava procurando sua vítima e foi abordada de uma forma não muito simpática, por dois rapazes feiticeiros, Edlun e Luke. Eles têm um recado para ela: Egram, o mestre do círculo onde os feiticeiros vivem requisita sua presença.

Sem muita escolha, ela vai até ele para descobrir o que ele quer. Egram, conhecendo a fama de impiedosa e implacável de Ariali, deseja que ela trabalhe para ele e em troca ele dirá a ela informações sobre seus pais. Ela que, até então, não sabia muito sobre seu passado, se deixa levar pela curiosidade e acaba ficando no Círculo.

No círculo, ela acaba se aproximando de Luke e se apaixonando por ele, no começo ela tenta lutar contra seus sentimentos, afinal ela era a própria rocha! Mas não é assim que acontece, o amor é recíproco e os dois se envolvem cada vez mais... só tem um ‘‘pequeno’’ problema: eles não são da mesma raça. Ou seja, eles não podem ficar juntos. E pra piorar só mais um pouquinho... a irmã mais nova de Luke, Vincy não se dá bem com Ari.

O livro se passa aproximadamente em dois meses, e esses dois meses é o suficiente para uma mudança radical na vida de Ariali: ela faz amigas, se apaixona e ainda conhece seus pais. No meio de fortes descobertas, romance e ação, Amanda Ághata Costa me fez apaixonar por seus personagens e por sua estória.

Opinião Crítica:

Eu adorei o livro e os personagens me cativaram. Um ponto muito forte do livro é a personagem principal ser essa espécie de vilã e mocinha ao mesmo tempo. Minhas partes preferidas foram as que ela cometia os assassinatos (a autora soube descrever muito bem) e as que ela e Luke discutiam, não gosto desses casais que sempre estão bem! 

O que eu não gostei foi o tamanho dos capítulos, achei muito longos, e acho que podia ter explorado mais o ‘’bem e o mal’’ dentro dela.

E também não gostei de ter lido em pdf (risos) sei que muitos gostam mas pra mim não dá! Acaba atrasando minha leitura, meu celular vive descarregado, minha vista dói... e eu não tenho essa capa linda na minha estante :/

Mas não atrapalhou a leitura maravilhosa. Obrigada Amanda, por ter me dado a oportunidade de ler seu livro! Desejo muito sucesso a você, e admito que estou doida para ler o livro 2 dessa trilogia.

Redes sociais da autora:

Instagram: @aagcosta
Site: http://amandaagcosta.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/aetrilogia
Twitter: @aagcosta

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger