Contos da Panda: Aniele --

Tudo que elas precisavam era de um abraço e encontraram isso uma nos braços da outra. A amizade vai muito além de curtir juntas, ou de sair pra uma festa... amizade se trata de estar juntas e agora era o que ela precisava de um abraço apertado e de alguém que não chorasse em seu leito de morte. Ela sabia que estava deixando esse mundo, sabia que as pessoas chorariam, sabia que ela seria o motivo do sofrimento de seus pais, de seus irmãos e dos seus amigos e colegas, sabia que seria por ela que eles ficariam triste, mas ela não queria vê-los sofrer, queria fazer todos rir, queria contar piadas e aliviar por enquanto o sentimento de todos, queria jogar e brincar com seus irmão, fazer palhaçada pro seus pais e cantar e dançar com sua melhor amiga.

Sua doença não tinha cura e ela já estava vivendo seus ultimos momentos e fazer isso vendo todos que ama sofrerem era ainda mais doloroso. A unica pessoa que sabia como aliviar o peso da morte e a dor de saber que seria o motivo do sofrimento daqueles que ama era Renata, sempre foi sua melhor amiga e agora conseguia fazê-la rir com suas melhores lembranças. Aniele sabia que a Rê sentiria sua falta, ela sabia que era muito importante em sua vida, mas ela conseguia tornar as coisas um pouco mais leves e menos assustadoras. Ela sempre se perguntou por que Renata ainda se mantia ao seu lado quando ela não podia sair de casa, quando sentia dores insuportaveis ou quando passava as noites acordada com dores e vomitando, e a resposta de Renata sempre foi a mesma: "amor" e depois de seu amor por seus pais ela entendeu o que era amor de verdade, o que era amar alguém sem vinculo sanguineo, amar por que se ama apenas.

Renata sabia do peso que era estar ali, sabia os dias devastadores que viriam para ela e para todos que estavam ao redor de Aniele, mas isso era algo que Ni não precisaria carregar enquanto ainda estava aqui e juntas riram no pior momento de suas vidas, e juntas dançaram no pior momento de suas vidas e juntas fizeram rir no pior momento de suas vidas, mas uma lágrima não foi derramada até o momento que a Ni, a Aniele de todos, fechou os olhos para sempre

Aniele não teve a chance de se apaixonar e amar um garoto, Aniele não teve a chance de ter a exeperiencia de ter um coração partido, Aniele não conseguiu terminar o colégio. Aniele tinha apenas 13 anos quando morreu, mas deixou a maior lição que poderia... ela provou a todos que podia amar de coração e no pior momento da sua vida se preocupar com alguém e tentar fazer todos sorrirem, mesmo quando ela sabia que se tornaria sua dor.

Dias depois achou-se um bilhetinho de Aniele e ela dizia:

"Sabia que iriam sofrer e tinha certeza que vocês chorariam, mas ainda assim deixei esse bilhete pra lembrar que meus dias foram mais felizes por ter vocês, que eu os amei e sempre amarei.                                                                                                                                                                                             Com amor,                                                                                                         Aniele"

Um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger